Logo OhmyFi

Como o Wi-Fi nos hospitais transformaria o atendimento ao paciente

Essas tecnologias não apenas prometem entregar informações personalizadas aos pacientes com base em sua localização e necessidades, mas também têm o potencial de se integrar a outras ferramentas, como a inteligência artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT), que se refere à rede de dispositivos físicos conectados entre si e à internet. permitindo que eles coletem e compartilhem dados. As novas tecnologias e a conectividade surgem como uma solução para melhorar muitas das dificuldades que surgem diariamente a nível hospitalar e seriam o primeiro passo no desenvolvimento de hospitais inteligentes. A integração de experiências físicas e digitais (phygital) não só melhora o atendimento ao paciente, mas também otimiza os serviços de saúde em toda a região. A assistência à saúde na Colômbia e na América Latina apresenta inúmeros desafios diariamente: desde a falta de atenção primária oportuna até a dificuldade de acesso a serviços especializados. No entanto, o que muitos não sabem é que as tecnologias Wi-Fi estão surgindo como uma solução para superar esses obstáculos. Essas tecnologias não apenas prometem entregar informações personalizadas aos pacientes com base em sua localização e necessidades, mas também têm o potencial de se integrar a outras ferramentas, como a inteligência artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT), que se refere à rede de dispositivos físicos conectados entre si e à internet. permitindo que eles coletem e compartilhem dados.

Saúde na Colômbia e na América Latina apresenta inúmeros desafios diariamenteA saúde na Colômbia e na América Latina apresenta inúmeros desafios diariamente.

Assim, o Wi-Fi pode melhorar o atendimento médico nos hospitais. As novas tecnologias e a conectividade surgem como uma solução para melhorar muitas das dificuldades que surgem diariamente a nível hospitalar e seriam o primeiro passo no desenvolvimento de hospitais inteligentes. A integração de experiências físicas e digitais (phygital) não só melhora o atendimento ao paciente, mas também otimiza os serviços de saúde em toda a região. As tecnologias Wi-Fi em centros de saúde ou médicos têm vários usos, que podem ir desde o agendamento rápido de consultas até a coleta prévia de informações para o profissional médico ou para entender melhor a experiência do usuário. Algumas estimativas do McKinsey Global Institute (MGI) e do McKinsey Center for Advanced Connectivity (MCAC) destacam que, até 2030, as tecnologias de conectividade contribuirão com entre 250.000 e 420.000 milhões de dólares para o PIB mundial. Na Colômbia, algumas entidades médicas oferecem um sistema de autenticação seguro por meio de conectividade Wi-Fi, que permite que os usuários sejam identificados de acordo com o motivo de sua visita ao centro médico, seja um paciente ou um visitante. Essa autenticação fornece acesso controlado e seguro à internet, enquanto coleta dados e exibe informações personalizadas aos pacientes com base em sua localização e necessidades, como tempos de espera estimados, direções para consultórios ou informações sobre serviços disponíveis. “Este serviço permite que as instituições do setor de saúde entendam o comportamento dos visitantes, otimizem os projetos dos espaços e tomem decisões informadas com base em dados de marketing, publicidade e experiência do paciente”, disse Liceth Orozco, CEO da OhmyFi, uma das empresas que está implementando essas tecnologias no país. Esses avanços tecnológicos não apenas agilizam os processos de tomada de decisão, mas também permitem intervenções proativas e medidas preventivas que melhoram a experiência do paciente. Um dos casos mais notórios é o do Centro de Tratamento e Pesquisa do Câncer Luis Carlos Sarmiento Angulo, que mostra como a implementação de tecnologias Wi-Fi impulsiona a transformação para um hospital do futuro.

Entradas relacionadas

Categorías

Entradas recientes